ACESSE

Militares querem Pazuello na reserva ou fora da Saúde, diz jornal

Telegram

O incômodo nas Forças Armadas com as críticas de Gilmar Mendes não significa que os militares estejam confortáveis com a presença do general Eduardo Pazuello no comando do Ministério da Saúde, diz o Estadão.

Segundo o jornal paulistano, o ministro tem sido orientado a ir para a reserva caso queira continuar como interino na pasta da Saúde –ou deixar o cargo se a opção for permanecer como militar da ativa. A mesma recomendação foi feita ao general Luiz Eduardo Ramos, ministro-chefe da Secretaria de Governo.

De acordo com o Estadão, os militares não querem misturar seu papel com o do governo e estão incomodados com a extensão da permanência de Pazuello na pasta da Saúde, que completa 60 dias nesta terça (14).

Inicialmente, esperava-se que Jair Bolsonaro nomeasse rapidamente o substituto de Nelson Teich. Mas não há nenhum movimento do presidente em busca de um novo nome, embora ele já tenha dito que não irá manter Pazuello na chefia do ministério.

Segundo os números oficiais da pasta da Saúde, o Brasil acumula mais de 1,88 milhão de casos e mais de 72 mil mortos pela Covid-19.

Leia mais: Paralisia no centro poder: Clique para ler mais

Comentários

  • Vilson -

    Bolsonaro armo uma arapuca para o exército e o exército Caiu Com os militares que estão na saúde não vai presta já cheira mal.

  • Rodrigo -

    Não quer mais largar o osso e ainda vai encaixar vários amigos no atual ministério do puxadinho das FAA , outrora chamado de Ministério da Saúde.Já tá na hora de tomar vergonha nesta fuça .

  • João -

    Panzuello é um pandego.

Ler 62 comentários