Milton Ribeiro defende veto de Bolsonaro a internet gratuita para estudantes

Milton Ribeiro defende veto de Bolsonaro a internet gratuita para estudantes
Foto: Catarina Chaves/MEC

Milton Ribeiro defendeu nesta quarta-feira (31), durante sessão da Comissão de Educação na Câmara, o veto de Jair Bolsonaro ao projeto de lei que garantia internet aos estudantes durante a pandemia da Covid, relata O Globo.

O ministro da Educação também rebateu as críticas à restrição orçamentária prevista para o MEC e disse que o montante fixado no projeto de lei orçamentária (PLOA) para 2021 é maior que o do Orçamento de 2020.

“Despejar dinheiro na ponta não é política pública. Se fosse assim, nos anos [em] que tivemos grandes orçamentos no MEC, os alunos estariam em condição muito melhor. (…) Se fosse questão de dinheiro, somente dinheiro, ou gestão de recursos, aplicação de recursos, o ministro da Educação devia ser um economista, e não educador”, declarou Ribeiro após ser questionado pelos deputados.

Em março, Bolsonaro vetou integralmente o projeto que obrigava o governo a fornecer internet gratuita para alunos e professores da educação básica pública, para aulas não presenciais durante a pandemia.

Para o ministro, o projeto “não traz na sua justificativa clareza suficiente nem diagnóstico adequado a respeito dos gastos efetivos”.

Leia maisSecretários de Educação criticam Bolsonaro por vetar ‘auxílio internet’ a estudantes

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO