“Minha garantia era Lula”

Mônica Moura explicou que não assinou qualquer contrato para fazer a campanha de Hugo Chávez. Questionada pelo MPF sobre qual a garantia que ela tinha para receber o valor combinado.

“Minha garantia era Lula”, disse. Quando houve atraso, João Santana procurou Lula, que prometeu procurar Chávez. O presidente venezuelano morreu logo depois de tomar posse.