Ministério da Justiça dispensa último policial da Seopi de Moro

Foi publicada hoje no Diário Oficial da União a exoneração de Eduardo Maia Bettini do cargo de coordenador-geral de Fronteiras da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça.

Agente da Polícia Federal desde 2001, ele foi chamado em janeiro de 2019 para o cargo e era o último remanescente da PF na Seopi da gestão do ex-ministro Sergio Moro.

O currículo registra cursos no Bope do Rio de Janeiro, no Comando de Operações Táticas da PF (unidade de elite antiterrorismo), na Marinha, no Departamento de Estado dos EUA e na Polícia Nacional da Espanha.

Antes da Seopi, passou pela repressão a crimes cibernéticos, pela coordenação de aviação operacional e chefiou o Grupo Especial de Polícia Marítima na Delegacia da PF de Maringá.

É autor e coautor de cinco livros, entre eles, “A Retomada do Complexo do Alemão”, publicado em 2014.

Leia mais: Moro exclusivo: você não deve perder essa reflexão sobre ética pessoal e nacional
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 10 comentários
TOPO