ACESSE

Ministério da Justiça rebate críticas sobre transferência de líderes do PCC

Telegram

O Ministério da Justiça rebateu as críticas do governo do Distrito Federal à transferência de líderes de facções criminosas para o presídio federal de Brasília.

“Não há qualquer informação de que a transferência e a manutenção de lideranças de organização criminosa para o presídio federal de Brasília ofereçam riscos à população civil”.

O ministério afirmou também que nenhum dos estados que abrigam presídios de segurança máxima questionou as ações da Justiça.

E rebateu as declarações do secretário de Segurança do DF, Anderson Torres, que já foi cotado para assumir a direção da PF: “Os criminosos ficam recolhidos dentro dos presídios, não fora.”

O que os move é a vontade de fazer a parte que lhes cabe na construção de um país moderno e com oportunidades para todos os seus cidadãos. Junte-se

Comentários

  • Wilton -

    Não votaria em Sérgio Moro de forma nenhuma. Faltou ética na sua conduta de magistrado.

  • Cosme -

    Quem são os fascinoras que estão ganhando para ficar colecionando tanto vagabundo.

  • Maria -

    É estranha a proeminência que este criminoso ganhou depois que foi para Brasília. É estranho divulgarem com tanta certeza qto custa sua fuga. Estão armando o circo para tentar encrencar o Moro.

Ler 27 comentários