Ministério da Saúde libera cloroquina para pacientes graves em hospitais

O secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos do Ministério da Saúde, Denizar Vianna, informou que vai distribuir para os estados 3,4 milhões de unidades da cloroquina para tratamento da Covid-19.

Próprio para o tratamento de malária, o medicamento será usado apenas em pacientes graves, internados em hospitais, com a Covid-19. Cada um vai receber doses por cinco dias, sob supervisão médica.

A rede privada também poderá utilizar, do mesmo modo, uma variação com menos efeitos adversos, a hidroxicloroquina.

Leia também: Coronavírus: o vírus da desglobalização.

“Não usem fora do ambientes hospitalar. Não é seguro. Tem que ser feito com acompanhamento médico, pode ter alterações no ritmo do coração”, alertou o secretário.

Comentários

  • Enilze -

    Usuários do SUS ficarão com a droga mais tóxica!

  • Giselda -

    Cadê a Anvisa para falar sobre o uso dessa droga, ainda não aprovada e regulamentada para tratar a Covid-19?

  • Carlos -

    Finalmente. Sob supervisão médica. Venda somente com prescrição médica.

Ler 15 comentários