Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ministério de Saúde tenta baixar artificialmente as mortes por Covid

Ministério de Saúde tenta baixar artificialmente as mortes por Covid
Reprodução/Jornalismo TV Cultura/YouTube

São Paulo registrou 281 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas. 

Segundo o governo estadual, o número baixo comparado ao do dia anterior se deve a uma alteração realizada pelo Ministério da Saúde no sistema de contabilização dos óbitos. A mudança está dificultando as notificações.

Na terça-feira, por exemplo, foram registradas 1.021 mortes. O pico ocorreu pelo represamento de dados de dias anteriores, consequência do mesmo problema.

Muitas cidades não conseguem mais registrar todos os óbitos no sistema nacional oficial, dentro do prazo em que ocorreram. Diversas prefeituras reportaram à Secretaria de Estado da Saúde a dificuldade na inserção de dados.

A mudança tornou obrigatório, por exemplo, o preenchimento de campos como CPF, número do cartão nacional do SUS e se o paciente é ou não estrangeiro.

O governo de São Paulo relata que as alterações não foram avisadas previamente e que as prefeituras não tiveram um período de transição para se adaptar à mudança.

Mas não adianta tentar esconder os mortos.

Leia tambémGorinchteyn atribui recorde diário de mortes em SP a represamento de casos

Leia mais: O furo de reportagem de O Antagonista sobre a mansão comprada por Flávio Bolsonaro em Brasília é dissecado na edição desta semana da Crusoé
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO