Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

‘Ministério paralelo’ tinha ligação com Prevent Senior, segundo dossiê

Documento entregue à CPI da Covid diz que a oncologista Nise Yamaguchi ia pessoalmente à sede da operadora para “alinhar os tratamentos precoces”
‘Ministério paralelo’ tinha ligação com Prevent Senior, segundo dossiê
Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O chamado “Ministério da Saúde Paralelo”, que aconselhou o presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia de Covid, acompanhou de perto as práticas ilegais da Prevent Senior, diz O Globo.

De acordo com um documento entregue à CPI da Covid, elaborado por médicos e ex-médicos da rede, a diretoria da operadora “fez um pacto com o gabinete paralelo” para livrar a Prevent de ataques. 

Ainda segundo o dossiê, a oncologista Nise Yamaguchi ia pessoalmente à sede da operadora para “alinhar os tratamentos precoces” e chegou a assessorar pacientes considerados “especiais pelo governo”. 

De acordo com reportagem da GloboNews, como mostramos, a Prevent Senior ocultou mortes de pacientes que participaram — sem conhecimento — de um estudo realizado para testar a eficácia da hidroxicloroquina, associada à azitromicina, contra a Covid. A operadora nega as acusações.

Mais notícias
TOPO