Ministério Público de olho nos vinhos de Maluf

O Ministério Público quer verificar de perto a possível venda de um lote de 862 garrafas de vinho do ex-deputado Paulo Maluf (PP-SP).

Segundo o Globo, Maluf quer se desfazer da adega, instalada em sua mansão nos Jardins e avaliada em US$ 3,8 milhões, e só aceita pagamento em espécie.

A promotoria de São Paulo diz que não há restrição judicial para a venda, mas quer verificar quem pode comprar as garrafas.

“Os casos (que envolvem Maluf) ainda não foram juntados (na Justiça), sempre há dificuldade para recuperar dinheiro público”, justifica o promotor Silvio Marques.

O ex-deputado nega que a adega esteja à venda, mas o advogado Kakay diz que não há proibição.

Atualmente Maluf não pode vender sua casa e ações da família na Eucatex, bens bloqueados pela Justiça. Os vinhos ainda estão liberados porque sua manutenção custaria caro ao poder público.

O "velho Brasil" contra-ataca a Lava Jato e Sergio Moro. Prepare-se para combater esse “velho Brasil”. AQUI

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Mariluce disse:

    É só fazer um leilão digital. Há compradores de sobra.

Ler comentários
  1. Cidadão disse:

    A Justiça deveria confiscar esses vinhos e distribuí-los para a população carente.

    1. Tolo, MP vai é encher a cara...🤣🤣🤣🤣🤣

    2. População carente quer emprego e comida no prato. Garrafa de vinho quem quer é um certo pinguço que está preso...

    3. kkkkkkk o povão fará sagú com vinhos caríssimos

  2. Maria disse:

    Por isso, os melhores jeitos de lavar dinheiro são vinhos, relógios, obras de arte, etc. Dá pra vender até no Mercado Livre! Isso já foi comentado pelos procuradores da Lava Jato. O ditador da Gu

  3. Rumanettto disse:

    A máfia religiosa sabe como preservar fruto do assalto aos brasileiros: laranjas e fantasmas Pessjur e PessFisica no Brasil e estrangeiro etc sabe tambem dar alivio e conforto aos irmaos

  4. Giovanina disse:

    O MP não precisará mantê-los. Deixe que o Maluf os venda e cobre todos os impostos devidos sobre o valor auferido pelo meliante.

    1. Fácil né? Impostos é uma pequena parte do que ele vai conseguir!

  5. Paulo disse:

    Hum....dinheiro em espécie...US$ 3,8 milhões...fique bem de olho MP. Todo mundo sabe que a bandidalha só quer dinheiro em espécie. Essa adega deve ter origem ilícita...lavagem de $$. Será?

  6. Marciano disse:

    Esse bandido dá nó na justiça há anos. O homem já tá com o pé na cova mas a bandidagem não sai dele nunca. Vá se fuder no inferno!

  7. Sr. disse:

    Por que não decidiram pela quebra das garrafas num lixão? Seria mítico. A população aplaudiria.

    1. Depois desta nota, vários futuros réus estão pensando em montar uma adega... Destruir é uma boa recomendação. Segue a solução dos marfins apreendidos na África.

  8. Luiz disse:

    Quase 17 mil reais por garrafa? O que tem la dentro, a "Jeannie é um Gênio"?

  9. JULIO disse:

    Esse Kakay tá em todas, áh se ele sofresse uma "prenssa" pra confessar pelo menos a metade do que sabe!

  10. Carlos disse:

    E quanto à adega do Cabral que está em um tal apto no Grajaú (RJ)? Ninguém descobre? Até eu sei de sua existência! E aí, autoridades, não vão confiscar? A ex-primeira dama está a se esbaldar

    1. Enquanto isso eu aqui esperando promoção do Extra pra comprar meus vinhos kkkkkkk

  11. ORLANDO disse:

    Para valer isso, as 862 garrafas teriam que ser todos elas do 5º vinho mais caro do mundo, o Domaine Georges & Christofhe Roumier Mousigny Grand Cru. Quem está enganando quem?

  12. Regtor disse:

    Quero minha prisão domiciliar na casa do Dr. Paulo...

  13. José disse:

    Dr. Etílico, sommelier amador, avaliou a adega: "A origem é perigosa, deve ser tudo vinho de garrafão, engarrafado em garrafas vazias catadas no lixo dos restaurantes de luxo".

  14. Noely disse:

    Estes mimos foram comprados com dinheiro público surrupiado, este árabe não vale nada.

  15. Ivo disse:

    Tudo comprado e pago com dinheiro roubado, inclusive advogados, que coincidentemente são os mesmos de todos.

  16. Pedro disse:

    Se o cachaceiro não estivesse preso, compraria. Para gastar quase USD $ 4.000.000,00 em vinhos, só sendo dinheiro roubado, fruto de corrupção.

  17. Rosângela disse:

    Tem um velho dito popular que diz que "o costume do cachimbo põe a boca torta"... Pois é.

  18. Walter disse:

    Um velho corrupto, mas ainda ativo. Só na cadeia mesmo.

  19. Paulo disse:

    Nessa hora ele esquece das bengalas e cadeira de rodas, safado !!!!

  20. Antonio disse:

    Também não há nenhuma proibição em se cobrar R$ 16.751,00 CADA GARRAFA.

  21. Luiz disse:

    Maluf debocha, ri e faz de gato e sapato a justiça e, quando a coisa aperta, inventa um câncer e vai ao Sírio. A justiça no Brasil é uma piada.