Ministro da Cidadania defende política mais dura para dependentes químicos

Em entrevista ao Globo, o ministro da Cidadania, Osmar Terra, defendeu a internação involuntária de dependentes químicos e disse que o país vive uma “epidemia de drogas”.

“Olha o que aconteceu com o Brasil. Estamos há 30 anos com o Ministério da Saúde pregando só a redução de danos. É proibido falar em abstinência. É proibido falar em internação involuntária. É proibido falar em comunidade terapêutica. Era. Agora mudou. Qual é o resultado disso? É epidemia, é cada vez mais gente morrendo, a juventude com um índice altíssimo de homicídio, de violência, tudo em função das drogas. Estamos fazendo uma mudança de paradigma. Estamos trabalhando a questão da abstinência como uma das políticas públicas, não estamos negando a redução de danos. O problema é que a redução de danos sozinha não resolve nada, é só redução, ela não faz a pessoa parar de usar droga, não faz a pessoa voltar para uma vida produtiva.”

Comentários

  • Lucas -

    pura verdade. Os gov anteriores eram de esquerda, a favor das drogas, da put@ria, imoralidades. Gov conservador COMBATE as dorgas, o que é o certo!!!

  • Deise -

    Certíssimo o Ministro! Redução de danos é papo de quem quer continuar usando drogas e de profissionais q querem lucrar c um tratamento infinito. Quem usa perde a noção da realidade

  • Cláudio -

    Nenhuma associação médica nos EUA aprova um derivado de maconha para ser usado comercialmente. Estão querendo transformar maconha em fitoterápico. Só tem efeito em epilepsia infantil. Só.

Ler 82 comentários