Ministro da Covid

Ministro da Covid
Foto: Reprodução/ TV Senado

Eduardo Pazuello, o ministro que sumiu depois de pegar Covid, quer convencer os cidadãos de que está tudo sob controle, de que o Brasil terá uma vacina “campeã”, mas que “são muito poucas as fabricantes que têm a quantidade e o cronograma de entrega efetivo para o nosso país”.

Na audiência em que deveria explicar os 7 milhões de testes para coronavírus encalhados, preferiu desacreditar o método de diagnóstico, e mostrou mais uma vez quem manda e quem obedece: disse que não há segunda onda, discursou contra a obrigatoriedade da vacina e o distanciamento social.

Em determinado momento, filosofou sobre o aumento de casos de Covid país afora, como se estivesse no botequim: “Coisas acontecem, sobe. Coisas acontecem, desce.”

Shit happens, ministro.

Leia mais: As notas exclusivas da Crusoé são fonte de informação indispensável para entender o que ocorre na capital federal e adjacências.
Mais notícias
TOPO