Ministro de Bolsonaro é acusado de peculato e enriquecimento ilícito

Ministro de Bolsonaro é acusado de peculato e enriquecimento ilícito
O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, discursa durante a cerimônia de lançamento do Programa Casa Verde e Amarela

O novo xodó de Jair Bolsonaro, Rogério Marinho, é acusado pelo MP de peculato e enriquecimento ilícito.

Diz a Veja:

“O ministro é réu em uma ação civil de improbidade ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, em 2014, na qual é acusado de enriquecimento ilícito, danos ao erário e violação aos princípios administrativos. Paralelamente, responde a um processo pela prática de 21 casos de crime de peculato. O motivo das duas ações é o mesmo: Marinho é acusado de, enquanto presidente da Câmara Municipal de Natal, entre 2005 e 2007, autorizar a contratação de funcionários-fantasma para que vereadores, inclusive ele próprio, embolsassem os recursos.”

 

Leia mais: Bolsopetismo pró-impunidade: a aliança para enterrar a proposta de prisão após condenação em segunda instância
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 48 comentários
TOPO