Ministro de Bolsonaro é acusado de peculato e enriquecimento ilícito

Ministro de Bolsonaro é acusado de peculato e enriquecimento ilícito
O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, discursa durante a cerimônia de lançamento do Programa Casa Verde e Amarela

O novo xodó de Jair Bolsonaro, Rogério Marinho, é acusado pelo MP de peculato e enriquecimento ilícito.

Diz a Veja:

“O ministro é réu em uma ação civil de improbidade ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte, em 2014, na qual é acusado de enriquecimento ilícito, danos ao erário e violação aos princípios administrativos. Paralelamente, responde a um processo pela prática de 21 casos de crime de peculato. O motivo das duas ações é o mesmo: Marinho é acusado de, enquanto presidente da Câmara Municipal de Natal, entre 2005 e 2007, autorizar a contratação de funcionários-fantasma para que vereadores, inclusive ele próprio, embolsassem os recursos.”

 

Mais lidas
  1. PDT acusa Bolsonaro de peculato por compra de leite condensado

  2. Justiça Federal suspende distribuição da vacina de Oxford em Manaus

  3. ENTREVISTA: Wilson Lima diz que Pazuello ajuda a 'agilizar demandas', mas que 'ainda falta oxigênio'

  4. Auditores fiscais cobram reforma tributária

  5. Governo já pagou 1 bilhão por IFA de vacinas da AstraZeneca

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 46 comentários
TOPO