Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ministro de Minas e Energia defende redução no uso do chuveiro

Bento Albuquerque admite agravamento da crise hídrica e pede uso de equipamentos como chuveiro elétrico e ferro de passar pela manhã e no fim de semana
Ministro de Minas e Energia defende redução no uso do chuveiro
Foto: Reprodução, TV Brasil

Em pronunciamento transmitido agora há pouco em cadeia nacional de rádio e TV, o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, pediu que os consumidores residenciais reduzam o uso de energia em razão do agravamento da crise hídrica.

Basicamente, Albuquerque sugeriu que os brasileiros tomem menos banho: redução do uso de chuveiros elétricos, condicionadores de ar e ferros de passar, com uso desses equipamentos preferencialmente de manhã e nos fins de semana.

“A título de exemplo, uma redução média de 12% no consumo residencial equivaleria ao suprimento de nada menos que 8,6 milhões de domicílios”, disse o ministro no pronunciamento. “Podemos conseguir até mais, eliminando todo o desperdício no consumo de energia”, acrescentou.

Albuquerque também culpou a natureza pela falta de energia, alegando que a falta de chuvas no Sul foi superior ao previsto e ocorreu também em outros países.

Mais cedo, como publicamos, o ministro anunciou um aumento de 6,78% na tarifa média da conta de luz, válido a partir de amanhã (1º), e anunciou desconto extra na conta para quem reduzir o consumo de energia elétrica.

Tudo isso para tentar evitar duas palavras: “racionamento” e “apagão”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO