Ministro defende MP de Bolsonaro sobre o Dnit

Tarcísio de Freitas saiu em defesa da MP editada por Jair Bolsonaro que tirou do Senado a prerrogativa de sabatinar e aprovar nomes indicados para o Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes).

Segundo o ministro da Infraestrutura, o Dnit era a única autarquia cujos diretores precisavam ser sabatinados pelos senadores.

Leia a reportagem de Igor Gadelha em Crusoé:

Sabatina de diretores do Dnit era deformação, diz ministro

O sucesso (ou insucesso) do 'posto Ipiranga' vai determinar se você se entrega ao passado de vez ou se você se lança ao futuro. LEIA AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. E por acaso esses senadores têm moral ou qualificação técnica pra sabatinar alguém??? Além do mais é órgão do executivo, a prerrogativa é do presidente, representante de todo o povo brasilei

Ler mais 16 comentários
  1. E por acaso esses senadores têm moral ou qualificação técnica pra sabatinar alguém??? Além do mais é órgão do executivo, a prerrogativa é do presidente, representante de todo o povo brasilei

  2. Correto. O Dnit não é uma autarquia de regime especial para os diretores serem sabatinados pelo Senado, como ocorre com as agências reguladoras. A imprensa vai chiar de uma burocracia inútil.

  3. Pronto, agora os caciques, os ditos donos de partidos que tinham como o Dnit seus últimos refúgios vão berrar contra o presidente. A cereja do bolo caiu. O Bolsonaro desnudou os reis de vez.

  4. Gosto deste Ministro. Mas o que ele afirmou não é verdade. Agências reguladoras são autarquias especiais, e seus diretores passam por sabatina no Senado. Deve ter querido dizer que DNIT não é ag