Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Ministro diz que alta do desmatamento é "inaceitável" e promete ações "contundentes"

Em coletiva nesta segunda, Joaquim Leite afirmou que as autoridades vão intensificar medidas para eliminar os crimes ambientais, especialmente na Amazônia
Ministro diz que alta do desmatamento é “inaceitável” e promete ações “contundentes”
Reprodução/Youtube

O ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite (foto), afirmou hoje, durante coletiva de balanço da COP-26, que o avanço do desmatamento na Amazônia é inaceitável”

Ao lado dos ministros das Relações Exteriores, Carlos França, e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, ele prometeu ações “mais contundentes” para reverter a situação e viabilizar o cumprimento da meta assumida pelo governo Bolsonaro de zerar o desmatamento ilegal no país até 2028.

“Diante dos números inaceitáveis de desmatamento que foram anunciados na semanada passada, junto com o ministro Anderson [Torres, da Justiça e Segurança Pública], de forma integrada, Ibama, ICMBio, Força Nacional e Polícia Federal irão atuar de forma contundente para eliminar os crimes ambientais, especialmente na Amazônia. Vamos ter mais recursos, mais homens, disse Leite, em evento no Itamaraty, ao comentar o levantamento do Inpe que mostra que a área desmatada na Amazônia passou de 13.235 km² entre agosto de 2020 e julho de 2021, um aumento de quase 22% em relação ao relatório anterior. 

 

Já Carlos França, ministro das Relações Exteriores, afirmou que os números foram surpreendentes.

“Diante do recente e para nós surpreendente anúncio de elevação do desmatamento na Amazônia, faço questão, logo de início, de deixar claro desde já nosso pleno empenho no cumprimento dos compromissos anunciados.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....