Ministro do STJ nega liberdade a integrante de grupo hacker

O ministro Reynaldo da Fonseca, do STJ, negou o pedido de liberdade de Danilo Cristiano Marques, um dos presos pela PF no âmbito da Operação Spoofing, em julho, por suspeita de envolvimento com o grupo de hackers que invadiu os celulares de diversas autoridades.

Na decisão, em caráter liminar, o ministro  aponta a “gravidade concreta das ações criminosas imputadas ao paciente, o que, em juízo preliminar, justifica a manutenção da segregação cautelar” e destaca que Danilo “tinha total conhecimento da prática delitiva e sua atuação não se restringia à ‘testa de ferro’, havendo indícios de sua participação direta nas fraudes bancárias e estelionatos praticados pelo bando”.

O mérito do pedido de habeas corpus ainda será analisado pela Quinta Turma do tribunal.

Comentários

  • Md1965 -

    Bela decisão. Mas acho que estas gravações atingem alguns poderosos do judiciário. Vão deleta-las após soltar o molusco presidiário. Me prende DT. Me prende Alê

  • NICOLINO -

    Deixe esse aí apodrecer na cadeia!

  • KRIS -

    Pelo andar da carruagem, não veremos, tão cedo, o final da investigação dos hackers! Como tudo no Brasil, anda a passos de tartaruga, também não saberemos quem poluiu as praias do nordeste!

Ler 5 comentários