Ministro do STJ suspende processo contra filha de Paulo Preto por ordem das alegações finais

O ministro do STJ Reynaldo Soares da Fonseca determinou a suspensão do processo contra Tatiana de Souza Cremonini, filha de Paulo Preto, por causa da ordem das alegações finais, informa o Estadão.

Ela foi condenada em primeira instância, junto a seu pai e outras três pessoas, por supostos desvios de R$ 7,7 milhões da Dersa durante a construção do trecho Sul do Rodoanel. A juíza Maria Isabel do Prado a sentenciou a 24 anos e três meses de prisão.

A liminar de Fonseca suspende o processo até que a Quinta Turma do STJ julgue o mérito do recurso da defesa. Os advogados pedem que a condenação de Tatiana seja anulada e o processo volte à fase das alegações finais, conforme novo entendimento do STF.

Comentários

  • Jose -

    É brincadeira. Está do jeito que GM, DT, RL, MAM, CM, AM, CL, gostam. Proooooteeeelllaaarrrrr.

  • Ozzy -

    O judiciário estatal na sua eterna conversa fiada para libertar os comensais da República das Banânias.

  • Gilberto -

    No STJ arrumaram um TRUQUE é o julgamento para a PRISÃO de Zé Dirceu até hoje nunca mais andou. Brasil um país de INSTITUIÇÕES FALIDAS, e todos os dias a INFORMAÇÃO mostram os fatos.

Ler 40 comentários