Ministro nega pedido de prisão de lobista, advogado e ex-dirigentes de fundos de pensão

Telegram

O ministro Celso de Mello rejeitou pedidos de prisão preventiva do empresário Arthur Machado e do lobista Milton de Oliveira Lyra, o Miltinho, considerado operador do MDB.

O decano também não autorizou a prisão temporária do advogado Marcos Joaquim, dos ex-dirigentes de fundos de pensão Wagner Pinheiro e Antônio Carlos Conquista, além do executivo Alexandre Monteiro.

Também foi rejeitado o pedido contra Marcos Stamm, secretário parlamentar do deputado Sergio Souza e ex-diretor de Itaipu.

Comentários

  • Josimar -

    MALDITO SARNEY até hoje o imundo continua a arrebentar com o Brasil, esse velho apodrecido de celso de mello tem uma gigantesca dívida com a justiça dos homens, a de DEUS é muito mais implacável.

  • Raimundo -

    Todo mundo solto... lugar de bandido em casa, curtindo o que roubou.

  • Paulo -

    Serviço mal feito e pela metade. Meia investigação. Lamentavelmente estamos ferrados com esses sinistros .

Ler 82 comentários