Ministro do STJ envia ações contra Pimentel à 1ª instância

Herman Benjamin, do STJ, enviou à primeira instância do Judiciário, como previsto, duas ações penais contra Fernando Pimentel, informa a Agência Brasil.

As decisões foram tomadas após a Corte Especial do STJ ter aprovado a restrição do foro privilegiado de governadores e conselheiros de tribunais de contas, nesta semana.

Os processos contra o governador petista enviados à primeira instância da Justiça mineira são derivados da Operação Acrônimo, que investiga desvios de recursos quando ele chefiava o MDIC na gestão Dilma Rousseff, entre 2011 e 2014.

Em uma das ações, Pimentel é acusado de favorecer a Odebrecht; na outra, a Caoa. Em troca, teria recebido quantias milionárias em propina, por meio de caixa dois de campanha.

Além desses processos, o petista é alvo de ao menos outras quatro investigações no STJ. Ele nega as acusações.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 10 comentários
  1. O (des)governo de Pilantrel está arrasando com MG.Ele não repassa verbas para hospitais que estão fechando as portas,para os municípios e paga o funcionalismo quando quer e como quer.Há um processo de impeachment correndo na AL do estado,mas pelo jeito não vai dar em nada.

  2. Se tramitar igual o caso do Azeredo, daqui a 11 anos será preso no quartel dos bombeiros. Salvo se descriminalizarem o desvio de recursos, hipótese em que haveria retroatividade benéfica. Ou então chama o Gil Mar Toffole$ pra inventar qualquer coisa e soltá-lo de boa 🙂