Ministros do STF veem 'teatro' na conversa de Kajuru e Bolsonaro e evitam confronto direto

Ministros do STF veem teatro na conversa de Kajuru e Bolsonaro e evitam confronto direto
Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

Luiz Fux passou o dia em conversas com os ministros do Supremo sobre o diálogo em que Jair Bolsonaro incentivou Jorge Kajuru a tentar avançar com impeachment de Alexandre de Moraes.

Houve acordo para não reagir diretamente, por enquanto, aos ataques do presidente, por meio de notas oficiais ou manifestações públicas. Como mostramos ontem, alguns ministros veem tentativa de intimidação bastante grave” e possível crime de responsabilidade.

A avaliação é que a conversa foi combinada para constranger os ministros. Uma resposta, neste momento, aumentaria a tensão e só beneficiaria Bolsonaro, que se faz de vítima.

A resposta mais efetiva virá na próxima quarta (14), quando o plenário deve referendar a liminar de Luís Roberto Barroso que mandou instalar a CPI da Covid para investigar o governo federal.

O julgamento deve ser rápido e consensual para mostrar que a Corte está unida.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO