Ministros do STF criticam fundo público para campanhas

Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello criticaram hoje a criação de um fundo público de R$ 3,6 bilhões para financiar campanhas, informa O Globo.

“Não sou a favor de um fundo de quase R$ 4 bilhões. Todos nós já pagamos a democracia”, afirmou Moraes, que defendeu o voto distrital misto.

“Por que a campanha política precisa ser cinematográfica? Existem campanhas, principalmente majoritárias, em que a gravação é melhor que de minissérie. Com o voto distrital misto vai ser muito mais barato”, acrescentou o ministro.

Marco Aurélio, por sua vez, disse que vê a proposta do novo fundo como “muito dinheiro”. “Mas vamos esperar para ver o que ocorrerá.”

Comentários

  • Sólon -

    #PRISAOdosCORRUPTOS. Setembro/2017 vai repetir junho/2013. O povo brasileiro está dando corda. Os três arrogantes poderes que substimam a sabedoria popular implodirao!!!

  • David -

    A dupla AM e MA aguardaram a repercussão na mídia para emitirem as opiniões! O Supremo é uma casa de tolerância! O povo não pode tolerar gente nomeada e aprovada por criminosos! Luladrão teu lugar é na prisão!

  • Cinema -

    Cinematografia para enganar o eleitorado. É muito luxo para promover tanto lix0.

Ler 4 comentários