ACESSE

Ministros do STF criticam fundo público para campanhas

Telegram

Alexandre de Moraes e Marco Aurélio Mello criticaram hoje a criação de um fundo público de R$ 3,6 bilhões para financiar campanhas, informa O Globo.

“Não sou a favor de um fundo de quase R$ 4 bilhões. Todos nós já pagamos a democracia”, afirmou Moraes, que defendeu o voto distrital misto.

“Por que a campanha política precisa ser cinematográfica? Existem campanhas, principalmente majoritárias, em que a gravação é melhor que de minissérie. Com o voto distrital misto vai ser muito mais barato”, acrescentou o ministro.

Marco Aurélio, por sua vez, disse que vê a proposta do novo fundo como “muito dinheiro”. “Mas vamos esperar para ver o que ocorrerá.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 4 comentários