Modesto Carvalhosa: 'Todo privilégio corrompe'

Telegram

Em seu artigo para a edição especial de Crusoé, o advogado Modesto Carvalhosa critica a Carta de 1988, que chama de “Constituição dos Privilégios”.

“Os seus mais de mil dispositivos e uma centena de emendas nada mais fazem do que criar benesses para os detentores do poder, para os agentes públicos e para os amigos do rei. O seu texto é uma consagração do mais deslavado corporativismo.”

Leia o artigo completo, disponível para assinantes:

Todo privilégio corrompe

Comentários

  • Herculano -

    Concordo, plenamente. E, ainda, alguns idiotas a chamam de constituição cidadã. Estabeleceu limite na taxa de juros, incluiu o sistema de previdência e regime de trabalho de funcionários público

  • Noely -

    É necessario para alguns tipos de crime a pena de morte, pois se perdu o medo, respeito e deixou -se de até de agir como ser humano.

  • Otao -

    15. No texto Carvalhosa diz "A Constituição de 1988 é tão iníqua...". ERRADO. Deveria colocar "A Constituição de 2018 está tão iníqua...". A época e o Estado mudaram muito de 1988 p/ 20

Ler 108 comentários