ACESSE

Moraes admite 'exagero' em atuação recente do Supremo

Telegram

Sem citar exemplos específicos, Alexandre de Moraes disse que nos últimos anos o Supremo tem atuado com exagero na função de “moderador” entre maiorias e minorias no jogo político, substituindo, às vezes, os poderes Executivo e Legislativo.

“Essa hipertrofia do papel moderador não é bom. Defendo e continuo defendendo, que aquele que tem a função de moderar, de equilíbrio, não pode se transformar em ator político. Não pode querer ser o principal nem ator político. A partir do momento em que sobe no palco para ser um ator político, perde credibilidade para mediar a atuação dos atores políticos”, disse o ministro, em palestra sobre combate à corrupção promovido pela BandNews, em São Paulo.

Ele atribuiu maior participação do Supremo nas decisões políticas à perda de credibilidade do Congresso.

Mas acrescentou que, quando o STF passa a agir com ativismo, gerando “excentricidades judiciais, criação pela criação e autocombustão criativa”, pode levar a um quadro de “guerrilha institucional”, no qual os demais poderes se recusam a cumprir suas decisões.

Censura à Crusoé: é uma "mordaça". CONFIRA AGORA

Comentários

  • Teresa -

    Ué, aderiu ao morde e assopra ou se deu conta de que jogou seu currículo no lixo ao se aliar ao grupo nefasto.

  • Nelson -

    Se arrependeu de se investir do poder inquisidor? Se for sincero, é uma diminuição do retrocesso.

  • Paulo -

    TODO MUNDO QUER SER PRESIDENTE, SO QUE TEM UM GOVERNO, ELEITO PELO POVO, JUIZ QUE GOSTA DE LEGISLAR, VEM PRO VOTO, ALGUEMVOTOU NO JUIZ, MAS SAO ELES DEUSES DA TORRE DE MARFIM, QUE DECIDE NOSSO FUTUR

Ler 50 comentários