Moraes diz que era “obrigação” de Barroso mandar abrir CPI da Covid

Moraes diz que era “obrigação” de Barroso mandar abrir CPI da Covid
Foto: Nelson Jr / STF

O ministro Alexandre de Moraes afirmou neste sábado que a decisão de Luís Roberto Barroso de determinar a instalação da CPI da Covid foi tomada por “obrigação”.

O Poder Judiciário é inerte, mas não pode ser omisso. Tem que decidir, com base na Constituição. Nesse caso específico o ministro Luís Roberto Barroso foi provocado, via mandado de segurança, por vários senadores. A função, a obrigação era analisar a concessão ou não da liminar”, disse em live com grupo de advogados.

Moraes também comentou os ataques de bolsonaristas ao colega do STF.

Decisões judiciais nós podemos discordar, criticar acidamente, recorrer. Agora uma decisão judicial fundamentada, pública, transparente, não cria o direito de ninguém ofender da forma que se ofendeu o ministro Luís Roberto Barroso. Lamentáveis as agressões, que acabaram se multiplicando por fanáticos milicianos digitais.”

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO