Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Moraes diz que “não há dúvidas" de que Bolsonaro acusou ministros do STF de terem cometido crimes

Esse fato, segundo o ministro, torna “imprescindível" investigar as acusações de fraude feitas pelo presidente ao sistema eleitoral eletrônico brasileiro
Moraes diz que “não há dúvidas” de que Bolsonaro acusou ministros do STF de terem cometido crimes
Foto: Rosinei Coutinho

Alexandre de Moraes afirmou hoje que “não há dúvidas” de que Jair Bolsonaro acusou ministros do STF de terem cometido crimes. A afirmação está na decisão que autorizou a investigação das mentiras contadas por Jair Bolsonaro sobre fraudes em eleições.

“Não há dúvidas de que as condutas do Presidente da República insinuaram a prática de atos ilícitos por membros da Suprema Corte”, afirmou o ministro, que acusou Bolsonaro de atuar na internet como as milícias digitais investigadas no inquérito das Fake News.

Esse fato, segundo Moraes, torna “imprescindível a adoção de medidas que elucidem os fatos investigados, especialmente diante da existência de uma organização criminosa […] que, ilicitamente, contribuiu para a disseminação das notícias fraudulentas sobre as condutas dos ministros do Supremo Tribunal Federal e contra o sistema de votação no Brasil”.

O ministro listou em sua decisão alguns desses ataques:

  • “Qual o poder de um presidente do TSE ir para dentro do Parlamento e rapidamente fazer a cabeça de várias lideranças partidárias, para trocar integrantes de comissão, para não ter
    voto impresso?
  • Eu não estou aqui para criticar Poder nenhum. Mas tiraram o cara (Lula) da cadeia, tornaram ele elegível, para não ser presidente? É improvável. Agora, por que tiraram aquele cara da cadeia, por que o tornaram elegível? Passou na primeira instância, segunda instância, terceira instância. Na quarta: ‘Ah, o foro dele não é em Curitiba’. Pelo amor de Deus!
  • O que está em jogo também nas eleições de 22? Quem se eleger vai indicar mais dois nomes para o Supremo Tribunal Federal. É muita coisa em jogo. E se, porventura, tivermos desconfiança de fraude? Eu vou recorrer ao Supremo Tribunal Federal, cujo relator deve ser o ministro Barroso?
  • Temos um problema pela frente: umas urnas eletrônicas que você não tem como auditá-las. E uma pessoa apenas, o ministro do Supremo Tribunal Federal, diz que a gente tem que acreditar.
  • Quem tirou o Lula da cadeia? Quem o tornou elegível? É quem vai contar os votos lá no TSE na sala escura. E devemos entubar e dizer que o ministro Barroso está certo? As urnas são invioláveis? A Nasa é violável. Os nossos Ministérios aqui, quantas vezes se invade neles? As
    agências bancárias, a conta de vocês.
  • Por que o Presidente do TSE quer manter a suspeição sobre as eleições? Quem ele é? Por que ele continua interferindo por aí? Com que poder? Não quero acusá-lo de nada, mas algo de muito esquisito acontece.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO