Moro, o assoberbado

Sérgio Moro suspendeu os interrogatórios de amanhã da ação penal que investiga a prática de lavagem de dinheiro com a aquisição de obras de arte. Seriam ouvidos Renato Duque, Julio Camargo e João Bernardi Filho, os dois últimos delatores.

O adiamento é por excesso de trabalho. “Este Juízo está assoberbado com outros processos com acusados presos”, disse Moro.

O Antagonista recomenda que a Lava Jato concentre esforços em Lula, para depois cuidar dos demais.