Moro condena ex-gerente da Transpetro a mais de 12 anos

Sergio Moro condenou hoje o ex-gerente da Transpetro José Antônio de Jesus a 12 anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, registra a Folha.

A pena começará a ser cumprida em regime fechado. O ex-gerente já está preso desde novembro de 2017, quando foi alvo da 47ª fase da Lava Jato.

José Antônio de Jesus foi acusado pelo MPF de ter recebido vantagens indevidas da NM Engenharia. A propina teria sido acertada em troca de contratos entre a empresa e a Transpetro, subsidiária da Petrobras.

Segundo a acusação, o valor pago ao ex-gerente foi de cerca de R$ 7,5 milhões.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 10 comentários
  1. Praticamente a mesma pena (até o momento) de Lula.
    Podem formar uma dupla de dois na cadeia.
    ——————————————————————-
    BOLSONARO 2018
    ——————————————————————-

  2. Meirelles é umbilicalmente ligado ao PT PSDB e PMDB. Ou seja, desperta nojo coletivo. Só quem é pago ou é muito boçal mesmo para querer mais do mesmo, esse “mesmo” que tanto mal fez ao país nos últimos 30 anos. O que estes partidos fizeram é que foi extremismo: extremismo do roubo e da ineficiência.