Moro decreta o fim da banalidade do caixa 2

Sergio Moro decretou a prisão preventiva do Feira e da Xepa. E o fez mostrando a gravidade do crime de caixa 2, algo que o PT vem tentando banalizar desde o mensalão:

“Agrava o quadro a probabilidade de que esses pagamentos tenham servido para remunerar os serviços prestados por João Santana e Monica Moura em campanhas do Partido dos Trabalhadores, com afetação do processo político democrático. A destinação de recursos de origem criminosa ou mesmo recursos não-contabilizados para campanhas política é algo muito grave e nada tem de banal.”