Moro diz ao CNJ que não 'inventou' delação de Palocci

Em resposta ao Conselho Nacional de Justiça, que pediu explicações sobre a divulgação de trecho da delação de Antonio Palocci, o juiz Sergio Moro disse que não “inventou” o depoimento do ex-ministro petista e que não houve “qualquer intenção de influenciar as eleições gerais de 2018”.

“O fato é que o Juízo não pode interromper os seus trabalhos apenas porque há uma eleição em curso”, afirmou o juiz.

E mais:

Você está preparado para lidar com a eventual volta do PT ao poder? Leia AQUI

“Publicidade e transparência são fundamentais para a ação da Justiça e não deve o juiz atuar como guardião de segredos sombrios de agentes políticos suspeitos de corrupção.”

Veja aqui a íntegra do documento.

Comentários

  • Dimitri -

    O Moro deveria divulgar o restante da delação de Palocci. Dizem que quem viu acha que até o Diabo ficou envergonhado.

  • Kalá -

    Ah ... Então, divulgue as gravações, em vídeo, do depoimento, caramba.

  • Marçal -

    Corruptos apavorados.

Ler 204 comentários