ACESSE

Moro: "Empoderamento do Judiciário é resultado de fragilidade do Congresso e do Executivo"

Telegram

Em live do Lide do Ceará, Sergio Moro afirmou que o “empoderamento” do Judiciário é resultado da “fragilidade” do Congresso e do Executivo.

Na avaliação do ex-ministro, os dois Poderes tem perdido força porque “não conseguem assumir um papel de liderança no Estado”.

“O Judiciário deveria ser o ‘ramo menos perigoso do poder’ e infelizmente, sem qualquer juízo de demérito, o Judiciário no Brasil já faz tempo que quase se sobrepõe aos outros poderes. Não é exatamente o natural, o que não é uma crítica, mas chega em um momento que em parte é fruto de uma certa desconfiança em relação aos demais poderes.”

Moro também questionou o “real espírito reformista do governo”, que tem a PEC da segunda instância como o “grande teste”.

Para o ex-ministro, são necessárias “lideranças reformistas” no Congresso e no Executivo, enquanto o Judiciário deve ter papel mais conservador, para a estabilidade.

Leia mais: Combo O Antagonista+ e Crusoé: comece a ler por apenas R$ 1,90/mês

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 30 comentários