Moro: "Foi constatada no Brasil uma tradição de impunidade"

Enquanto o advogado Antonio Claudio Mariz de Oliveira defendeu que “corrupção não se vence com a cadeia”, o juiz Sergio Moro aproveitou a oportunidade no fórum do Estadão para, com sua clareza, reafirmar, por óbvio, que defende o direito de defesa.

“Não creio que ninguém tenha advogado por supressão de direito de defesa, por tratar o acusado como criminoso. O que ocorre é que foi constatada no Brasil uma tradição de impunidade em relação a determinado tipo de criminalidade, o da grande corrupção.”

Ele acrescentou:

“Diagnosticada essa questão, o que se defende é que seja alterado o sistema, não para que todos sejam punidos, mas para que, mediante o devido processo, não haja impunidade. O que se verificava não era excesso de punição, era impunidade. Evidentemente, ninguém defende que não se trabalhe no âmbito dos direitos fundamentais, inclusive do acusado, seja ele culpado ou inocente.”

Comentários

  • Oliveira -

    Fico com a opinião do adEvogado. Nada de cadeia, bala na nuca para todos e, como é "fenômeno social", para que advogado? Sejam assistidos por um padre, pai-de-santo, guru ou coisa que o valha e por um sociólogo, gratuitamente, antes da aplicação da pena capital.

  • Marco -

    . . . "o que se defende é que seja alterado o sistema, não para que todos sejam punidos, mas para que, mediante o devido processo, não haja impunidade" . . . VIVA MORO, VIVA A OLJ!!!! ABAIXO OS TOGADOS SUBSERVIENTES AOS INTERESSES DE SEUS PATRÕES E SUAS IDEOLOGIAS POLÍTICO-PARTIDÁRIAS!!!

  • Fernando -

    Ouviu Beiçola ?

Ler 23 comentários