Moro homologa delação de ex-diretor da Mendes Júnior

O juiz Sergio Moro homologou a delação de Rogério Cunha de Oliveira, ex-executivo da Mendes Júnior condenado a 25 anos na Lava Jato, informa o Estadão.

Segundo os termos do acordo, o delator ficará um ano seis meses em regime fechado. Depois outros dois anos e meio em domiciliar, com tornozeleira, e passará a quatro anos em semiaberto.

Em seu depoimento, Rogério admite que a Mendes Júnior fez pagamentos “simulados” de propinas por meio do operador Rodrigo Tacla Duran.

O ex-executivo entregou à força-tarefa contratos entre o advogado e a empreiteira.

Você está preparado para lidar com a eventual volta do PT ao poder? Leia AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 41 comentários
  1. A delação que deveria vir ao conhecimento público é o do Palloci em sua integralidade, para que essa turma de canalhas da esquerda recolha-se (ou seja mandada) ao seu devido lugar: a cadeia.

  2. Como o B17 vai colocar pelo menos um ministro do STF, torço muito para q seja o Moro. Ñ vai ter preço ver a cara do beiçola (se ñ for pego antes disso) com o Moro empossado como Ministro.

    1. Jura? Na área de comentários do único veículo de notícias q presta neste país? Essas pessoas são doentes… Só pode… Isso já é patologia psicológica.

    2. Não tem nada de partidário o Moro, quem tem Foro Privilegiado não tem como ele agir, também não tem como tirar o protagonismo do PT que esteve a frente do executivo enquanto rolava o Petrolao

    1. Alan, caro analfa funcional… Adolfo se referia ao Moro. Vá estudar um pouco de interpretação de texto pq ENEM já tá chegando…