ACESSE

Moro: Mantega tinha US$ 2 milhões na Suíça

Telegram

Ao abrir a ação penal contra Guido Mantega, Sergio Moro destacou que o petista tinha duas contas não declaradas no exterior, com aproximadamente US$ 2 milhões.

Segundo o juiz, o saldo de uma das contas só foi conhecido após o ex-ministro da Fazenda dos governos Lula e Dilma usar a Lei da Repatriação – como revelou O Antagonista na sexta-feira.

“O ocupante do cargo de ministro da Fazenda no Brasil, entre 27 de março de 2006 e 1º de janeiro de 2015, mantinha ativos de quase US$ 2 milhões no exterior não declarados às autoridades (…), nem mesmo à Receita”, escreveu Moro.

De acordo com o magistrado, Mantega tem “pelo menos duas contas no exterior, uma em nome pessoal e outra em nome da offshore Papillon Company, ambas abertas no Banque Pictet & Cie S/A”.

Prossegue Moro: “A conta da offshore e o saldo respectivo” –quase US$ 1,8 milhão– “só foram informados no Brasil quando da adesão, em 21 de julho de 2017, pelo acusado Guido Mantega ao programa de regularização cambial e tributária aprovado pela Lei nº 13.254/2016.”

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 58 comentários