Moro mantém prisão de secretaria dos acarajés

Maria Lúcia Tavares, a secretária-executiva da Odebrecht responsável pela distribuição de “acarajés”, também teve a prisão temporária prorrogada por mais cinco dias.