Moro: "Não há como o crime organizado fazer frente"

Telegram

Sergio Moro usou o Twitter para avaliar seus cem dias de governo:

“Já na primeira semana, surgiu a crise de segurança no Estado do Ceará. Grupos criminosos organizados se uniram para atacar alvos civis e intimidar a sociedade e o poder público. Tentaram até explodir pontes e viadutos.

O Governo Federal e o Governo Estadual uniram-se e agiram rápido. Enviamos a Força Nacional já no dia 04/01. Também enviamos uma força de intervenção penitenciária para vasculhar e controlar presídios. PF e PRF intensificaram seus trabalhos no Ceará.

Bastidores do acordo entre Moro e Maia que destravou o pacote anticrime. LEIA AQUI

O pico dos ataques foi no dia 06 de janeiro (74), mas até o final do mês os ataques ficaram escassos. Recentemente, no dia 01/04, houve uma tentativa extemporânea de novo atentado e que resultou apenas na prisão dos envolvidos, conforme notícia que já postei anteriormente aqui.

O episódio confirma que, quando as forças de segurança pública, federais e estaduais, se integram e atuam juntas não há como o crime organizado fazer frente.”

Comentários

  • Serena -

    Parabéns Dr. Moro, extensivo aos seus pais que souberam educá-lo dentro da ética e bons princípios.

  • Fernando -

    Bolsonaro e sua competente equipe iniciaram a trajetória do Brasil ao futuro a que sempre lhe pertenceu por vocação. Adeus a corrupção, oportunismo e incompetência do passado !

  • Lucas -

    Quem chora é o PT, aliado do PCC.

Ler 62 comentários