Moro: “Não há exagero nas prisões preventivas”

Ao condenar Eduardo Cunha pela primeira vez, Sérgio Moro insiste na defesa das prisões preventivas e acrescenta que ainda não se sabe todos os possíveis crimes cometidos pelo deputado cassado, nem se tem conhecimento de todo o seu patrimônio.

Faça o primeiro comentário