Moro: não há provas decorrentes de escutas clandestinas

A defesa da Odebrecht ainda insiste em tentar fragilizar a Operação Lava Jato sob a alegação de que a Polícia Federal colocou escuta clandestina na cela de Alberto Youssef.

Na ação penal contra os executivos da empreiteira, os advogados de Márcio Faria solicitaram acesso a supostas provas “a respeito da escuta ambiental na cela” de Youssef.

Sérgio Moro colocou um ponto final na discussão:

“A colocação de suposta escuta ambiental na cela de Alberto Youssef é questão controvertida e que está em apuração perante a Corregedoria da Polícia Federal. Ainda que supostamente tenha havido qualquer escuta clandestina – o que é, por ora, duvidoso – não há qualquer prova nos autos decorrente dela ou que, mesmo remotamente, possa ser a ela relacionada.”

Entenderam ou querem que desenhe?