Moro não responde sobre encontro com setor de armas

Sergio Moro se recusou a responder questionamento sobre a presença de representantes da Taurus no Ministério da Justiça antes da edição do decreto que flexibilizou as regras para posse de armas, informa a Folha.

O questionamento foi feito pelo PSOL, que pediu as informações em 18 de janeiro com base na Lei de Acesso à Informação.

O ministro da Justiça alegou direito à privacidade para não responder.

“O direito à privacidade, no sentido estrito, conduz à pretensão do indivíduo de não ser foco de observação de terceiros, de não ter os seus assuntos, informações pessoais e características expostas a terceiros ou ao público em geral”, escreveu Moro na negativa.

O PSOL também enviou o questionamento à Casa Civil, que respondeu. Segundo a pasta, o presidente da Taurus compareceu ao ministério em 11 de janeiro, mas não conversou com Onyx Lorenzoni.

 

Bolsonaro conseguirá 'despetizar' a máquina pública? SAIBA MAIS AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 64 comentários
  1. Folha, Folha, Folha, O Antagonista não percebe que já deu??? A Foice é do PT, só denigre o Moro! Só fala m…, jornalzinho de quinta, não tem crédito algum! Jornal para petralhas e simpatizante

  2. Esse site abusa do direito de desinformar, propositadamente ou não. Vê se pegam um boy aí, ou qualquer outro que possa ter uma folga diária e manda ler os prazos para resposta na LAI. Ridículos.

  3. Psol, daquela q por coincidencia nao subiu no msm aviao de Eduardo Campos? Ou aquele q atacou o presidente qdo estava em campanha c/ uma faca, e teve respaldo de um politico na msm hr lá no Congresso

  4. O PSOL adora ter escolta paga pelo cidadão, mas quando o assunto é para que o cidadão possa se defender eles são contra. Oposição é fundamental, porém o PSOL, PT e PCdoB é uma afronta à demo

    1. TICO-TICO no fubá: Sucede que depois do encontro com a Taurus, vêm propina pelo aumento da produção da empresa. E o Moro não vai abrir pra você seu fdp! Fique para ser enrabado, vai gostar.

  5. Que importa isso? Trabalhem para quebrar o monopólio seus imbecis inúteis. Ministros não podem deixar de atender quem os procura. Pqp não sei se aconteceu, mas caso tenha acontecido e daí?

  6. O PSOL, partido suspeito de abrigar o terrorista do Adélio e ser aliado de facções do narcotráfico não tem moral de questionar nada. Lobby é completamente legal. Para o PSOL, arma só para bandi

    1. Concordo plenamente. Onde já se viu dar como resposta “direito à privacidade”? Isso não existe, é inconstitucional (cargo público e transparência) e inspira safadeza. Gosto do Moro, mas q dece

  7. Ihhh cara, se falou isso mesmo… Desisto. Decepção. Se juntou aos porcos p/ comer farelos. Min. da Justiça pago com dinheiro público não tem privacidade nas questões públicas. Qual o medo?

    1. A próxima vez que fizer uma ameaça, pode ter certeza que tomarei as medidas extrajudiciais e judiciais cabíveis. Não duvide. Posso admitir que me critiquem, mas não que me ameacem.

    2. Isso é uma ameaça? Sabe que é fácil descobrir o IP de gente que ameaça os outros, viu? E ainda neste site em que é exigido CPF p/ comentar. E não sou petralha, por mim, Luladrão na cadeia.

  8. Verdade,PSOL gosta mesmo é de terrorista, assassinos como Adelio…e aqueles que foram recebidos foram recebidos no Palacio do Planalto-ahmadinejad, kadafi….essa gente sim é bacana neh Psol?

  9. Avisem o PSOL que ninguém quer armas da Taurus. E tomara que façam o lobby que for. É uma completa vergonha essa restrição de armas aqui no Brasil. Só Cubam Coréia do Norte e Venezuela tem isso

    1. Tem que ser muito ordinário para pretender lambuzar com sua própria lama um homem desse quilate! Voces nao valem nada, são porcos, ladrões e quiça, assassinos!

  10. O Juiz Sérgio Moro, ministro da Justiça é um dos poucos ministros, que está realmente trabalhando! Ele e Paulo Guedes, ministro da Economia, são incansáveis! Portanto, não tem de responder perg

  11. Ora, a flexibilização da posse de arma era promessa de campanha do Bolsonaro, não foi um acordo escuso entre o ministro Moro e o dono da Taurus. Aliás, a flexibilização foi bem menor q o esperad