Moro nega liberdade a lobista

Sérgio Moro manteve a prisão preventiva de João Augusto Henriques, operador de propinas do PMDB.

Ele foi preso há um ano pela Lava Jato.

A defesa apelou, entre outras coisas, para o estado de saúde do réu.

“Quanto à questão da saúde do acusado, há informação de um transplante de fígado no ano de 2000 e nenhuma notícia de que a saúde atual dele estaria precária. Aparentemente, os cuidados necessários são de medicamentos e alimentação e não consta que não estejam sendo respeitados no Complexo Médico Penal”, diz o juiz em seu despacho.

Faça o primeiro comentário