Moro: “OAS e Odebrecht gastaram R$ 1 milhão com reformas no sítio e em favor de Lula”

Sergio Moro afirmou ao STF que a ação penal do sítio de Atibaia tem conexão com a Lava Jato porque seu objeto abrange reformas na propriedade custeadas pela Odebrecht, pela OAS e por José Carlos Costa Marques Bumlai; e que os elementos probatórios sustentam a ligação entre elas e contas gerais de propinas com recursos, registra o Jota.

“Em outras palavras, empreiteiras como a OAS e Odebrecht envolvidas em acertos de corrupção em contratos da Petrobras gastaram, segundo a acusação, cerca de um milhão de reais em reformas no Sítio de Atibaia e em favor do ex-Presidente”, resumiu Moro.

“Se os elementos probatórios citados são suficientes ou não para a vinculação das reformas do Sítio a acertos de corrupção em contratos da Petrobras, ainda é uma questão a analisar na ação penal após o fim da instrução e das alegações finais”, explicou o juiz.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 17 comentários
  1. Ja que estao limitando o Moro em Curitiba, em 2020 sera indicado pelo Bolsonaro a próxima vaga no STF, e ae sim a Lava Jato vai continuar como deveria. Moro no STF so votando em Bolsonaro!

  2. hahahahahaha vem aí a nova sentença do Moro… +10 anos de cana e depois +10 acrescentados pelo TRF-4. Dia 1/1/2019, Bolso presidente. O STF tem 3 novos juízes: Moro, Bretas e Gerbran.

  3. Chegou a hora: Vamos triplicar os votos para Bolsonaro. Você que apóia o MITO consiga três votos ou mais. Vamos elegê-lo no1º turno. Espalhe essa idéia. Brasil acima de tudo, Deus acima de todos