Moro pede a Fux para sortear novo relator de inquérito sobre Bolsonaro

Moro pede a Fux para sortear novo relator de inquérito sobre Bolsonaro
Foto: Adriano Machado/Crusoé

A defesa de Sergio Moro pediu a Luiz Fux para redistribuir o inquérito sobre a interferência de Jair Bolsonaro na Polícia Federal. Celso de Mello, que assumiu a investigação desde o início, se aposentou hoje.

“Torna-se necessária a redistribuição do feito, considerando a natureza célere do procedimento inquisitorial bem como o prazo concedido para o seu término”, afirmaram os advogados.

No último dia 5, Celso de Mello deu 30 dias para a PF concluir o inquérito. Uma das pendências é o depoimento de Jair Bolsonaro. O plenário do STF, porém, ainda precisa decidir se o interrogatório será feito por escrito ou presencialmente.

O julgamento começou na semana passada, mas foi suspenso por Luiz Fux sem previsão de retomada.

Leia mais: Combo Crusoé e O Antagonista+: comece a ler por apenas R$ 1,90
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO