Moro se manifesta sobre decisão da Segunda Turma do STF favorável a Lula

Moro se manifesta sobre decisão da Segunda Turma do STF favorável a Lula
Brasilia 19/02/2019 - Foto: Adriano Machado Ministro da Justica Sergio Moro fala com jornalistas apos reuniao para encaminhamento do projeto de lei anticrime no palacio do planalto

Sergio Moro divulgou uma nota sobre a decisão da Segunda Turma do STF –leia-se Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski– que atendeu a pedido da defesa de Lula e retirou a delação de Antonio Palocci de ação contra o ex-presidiário.

Nela, o ex-juiz da Lava Jato lembra que sua sentença condenando Lula é de julho de 2017, “em outra ação penal e muito antes de qualquer campanha eleitoral”.

Leia abaixo a íntegra da nota do ex-ministro da Justiça:

“Relativamente às afirmações efetuadas pelos Ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski sobre parcialidade no julgamento do ex-Presidente Lula, cabe respeitosamente informar:

a) O ex-Ministro Antonio Palocci já havia prestado depoimento público na mesma ação penal sobre fatos atinentes ao ex Presidente, portanto a inclusão da delação não revelou nada novo;

b) A inclusão da delação no processo visou a garantia da ampla defesa, dando ciência de elementos que eram relevantes para o caso e que ainda não haviam sido juntados aos autos, como exposto no despacho;

c) Eu, como juiz, sequer proferi sentença na ação penal na qual houve a inclusão da delação de Palocci;

d) a sentença condenatória contra o ex Presidente que proferi é de julho de 2017, ou seja, foi em outra ação penal e muito antes de qualquer campanha eleitoral, sendo ainda confirmada pelo TRF4 e STJ.”

Leia mais: Foro privilegiado: o STF dividido de novo
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 351 comentários
TOPO