ACESSE

"Moro vai comer o pão que o diabo amassou"

Telegram

O velho Renan Calheiros, lulista, e o novo Renan Calheiros, bolsonarista, têm uma característica em comum: a aversão à Lava Jato.

Fernando Gabeira, de fato, aposta que os dois senadores alagoanos – o velho e o novo – vão se unir para sabotar o pacote de Sergio Moro:

“Se a aliança nas teses econômicas é fácil, em outro campo eles vão fazer corpo mole: as medidas contra a corrupção. Renan é a esperança que resta a alguns adversários da Lava Jato. Em vários momentos já demonstrou sua oposição a Sergio Moro.

Aí está o problema para Bolsonaro. Se, de um lado, será mais rápido aprovar medidas econômicas que não são assim tão populares, de outro, Moro vai comer o pão que o diabo amassou para aprovar sua agenda, que é muito mais popular (…).

A vitória de Renan e a relativa indiferença de Maia na defesa da Lava Jato podem levar, entre dezenas de pequenas barganhas, à grande e decisiva batalha em torno da corrupção.

Até que ponto isso foi apenas um tema de campanha? Até que ponto a corrupção é algo condenável apenas nos partidos de esquerda, ou é algo muito mais amplo e envolvente na História moderna do Brasil?”

Por que o sucesso de Bolsonaro depende do sucesso de Moro. Leia aqui

Comentários

  • Rosália -

    Daví Alcolumbre é Renan Cangaceiro , são dois bandidos no senado ,envolvidos em corrupção até a alma, defensores dos crimes, pq devem a justiça e estão morrendo de medo,bandidos na cadeia!

  • Paulo -

    Temos que pressionar para ele não ser eleito

  • DireitaMan -

    O avião do Renan tem que fazer BUM rapidinho

Ler 139 comentários