Morre Mozart Vianna, ex-secretário da Câmara

Ele tinha 69 anos e foi secretário-geral da Mesa de 1991 até sua aposentadoria, tendo assessorado mais de 10 presidentes da Casa
Morre Mozart Vianna, ex-secretário da Câmara
Reprodução/TV Câmara

Morreu há pouco em Brasília Mozart Vianna, servidor aposentado da Câmara dos Deputados e considerado o “pai” de seu Regimento Interno. Ele tinha 69 anos e foi secretário-geral da Mesa de 1991 até sua aposentadoria. Assessorou mais de 10 presidentes da Casa.

A causa da morte ainda não foi divulgada pela família.

A última passagem de Mozart pela Câmara ocorreu entre 2013 e 2015, na gestão de Eduardo Cunha, que fez questão de homenageá-lo no plenário.

“Fica a homenagem pessoal, sincera, de reconhecimento dos anos de serviços prestados com isenção, desprendimento, bem servir à causa pública. São 40 anos de dedicação, convivendo com os mais diversos presidentes”, disse o então presidente da Câmara na ocasião.

Conhecido pela dedicação e cordialidade, Mozart começou a trabalhar na Câmara como datilógrafo, em 1975, aprovado em concurso público. Em 1984, assumiu o cargo de secretário da Comissão de Redação. Na Constituinte, passou a trabalhar na Secretaria-Geral da Mesa, coordenando o grupo que preparou o Regimento Interno e a redação final do projeto de Constituição.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que tem coragem de fiscalizar TODOS os poderes
Mais notícias
TOPO