Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Mourão diz que tensões vão baixar após rejeição do voto impresso

Vice-presidente disse que a crise será resolvida com "temporização e conversa": "Isso aqui não é república de banana"
Mourão diz que tensões vão baixar após rejeição do voto impresso
Foto: Marcos Corrêa/PR

Hamilton Mourão (PRTB), que está em Porto Alegre, acredita que a guerra deflagrada pelos ataques de Jair Bolsonaro a ministros do TSE será “resolvida com temporização, com conversa”. O vice-presidente avalia que as tensões vão baixar, após a rejeição da PEC do voto impresso na Câmara.

“A questão toda estava envolvida nesse problema do voto, é uma decisão que cabe ao Congresso, ontem não passou na comissão, então, acho que isso vai baixar as tensões”, disse à imprensa, na saída de um evento.

Mourão descarta qualquer risco para as eleições de 2022. “Lógico que vão ocorrer, não tenha dúvida. Isso aqui não é república de banana, já falei isso.” Questionado sobre o papel dos militares na crise institucional, disse que “é cumprir o artigo 142. Só isso”.

O artigo diz que as Forças Armadas “são instituições nacionais permanentes e regulares, organizadas com base na hierarquia e na disciplina, sob a autoridade suprema do presidente da República, e destinam-se à defesa da pátria, à garantia dos poderes constitucionais e, por iniciativa de qualquer destes, da lei e da ordem”.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO