Mourão fala em "modo contínuo de vacinação" em breve e prevê novo pico da Covid-19 em 10 dias

Mourão fala em “modo contínuo de vacinação” em breve e prevê novo pico da Covid-19 em 10 dias
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Hamilton Mourão disse há pouco, ao chegar ao Palácio do Planalto, acreditar que o Brasil vai entrar em breve em o que chamou de “modo contínuo de vacinação” contra a Covid-19.

Para dizer que “estamos avançando”, o vice-presidente da República optou por comparar o percentual de vacinados no Brasil com o percentual de imunizados no mundo.

“A vacina, lógico, é a solução, estamos avançando. Vale lembrar o seguinte: dados de ontem eram de que 3,5% da população mundial tinham sido vacinadas até o momento. Nós estamos com 3,7%. Então, estamos dentro da média do mundo.”

Em seguida, ele reconheceu que ainda “é pouco”.

“É óbvio que para um país do tamanho das dimensões ente população e território é pouco, mas a perspectiva é que vamos ter uma continuidade na chegada de insumos e fabricação e posteriormente, com a tecnologia aqui, que é o acordo da AstraZeneca, a Fiocruz fabricando. Nós vamos entrar num modo contínuo de vacinação.”

Sobre o aumento do número de mortes, Mourão afirmou ser “lamentável”. Ele previu um novo pico da doença nos próximos 10 dias.

“É lamentável isso. Nós temos uma situação complicada, fruto duma sequência de eventos. Entrou o verão, férias de verão, apesar da turma não ter tido atividades extras no ano passado. Aí, período de festas, Natal e Ano Novo, pessoal se reúne. Carnaval, apesar de não ter tido, muita coisa acontecendo, muita festa ocorrendo aí nas cidades. Lamentavelmente, a gente tem essa notícia aí. Eu acredito que nos próximos 10 dias vamos viver um pico e depois vai arrefecer.”

Leia mais: Enquanto Brasília faz tudo errado, a Crusoé continuará fazendo o certo: fiscalizando o poder.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO