Mourão: jovens têm sido vítimas de 'intérpretes ideológicos'

Mourão: jovens têm sido vítimas de intérpretes ideológicos
Foto: Romério Cunha/VPR

Hamilton Mourão disse nesta segunda-feira, 21, que a juventude brasileira tem sido “vítima de uma visão deformada” da história nas últimas quatro décadas, período quase coincidente com o fim da ditadura militar (1964-1985), relata o Estadão.

Em evento de lançamento da coleção de livros “Pensadores do Brasil”, promovido pelo Instituto General Villas Boas, o vice-presidente afirmou que “os grandes autores desapareceram” e, no lugar deles, entraram “intérpretes ideológicos”.

“Ao longo das últimas quatro décadas, nossa juventude tem sido vítima de uma visão deformada, que, esquecendo os valores onde foi assentada a nossa nacionalidade, buscou pura e simplesmente apagar a riqueza da história do Brasil”, declarou o general no evento, do qual participou virtualmente.

A um público composto basicamente por militares, Mourão disse que o instituto com o nome de Eduardo Villas Boas, ex-comandante do Exército, assumiu um papel de vanguarda e elogiou o ministro da Educação, Milton Ribeiro, outro participante do lançamento.

Leia mais: Crusoé mostra a unificação das moedas cubanas e como a medida adotada após 26 anos coloca o Partido Comunista frente a alguns dilemas ideológicos.
Mais notícias
TOPO