Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Mourão, sobre ausência de Bolsonaro na COP26: "Todo mundo vai jogar pedra nele"

O vice-presidente voltou a defender política ambiental do governo e disse que há interesses políticos no debate sobre o tema
Mourão, sobre ausência de Bolsonaro na COP26: “Todo mundo vai jogar pedra nele”
Foto: Adriano Machado/Crusoé

Hamilton Mourão (foto) tentou justificar a ausência de Jair Bolsonaro na COP-26, a conferência da ONU sobre o clima, que começa nesse fim de semana, em Glasgow. O vice afirmou a jornalistas há pouco em Brasília que “todo mundo vai jogar pedra” no presidente.

“Sabe que o presidente Bolsonaro sofre uma série de críticas. Então, ele vai chegar em um lugar em que todo mundo vai jogar pedra nele. Está uma equipe robusta lá com capacidade para, vamos dizer, levar adiante a estratégia de negociação”. 

Como mostramos, Jair Bolsonaro embarcou na noite de ontem para a Itália para participar, no fim de semana, da reunião de cúpula do G20, grupo que reúne as principais economias do mundo. As reuniões estão marcadas para sábado (30) e domingo (31). A principal autoridade brasileira na COP 26 será o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite. 

Mourão, que preside o Conselho Nacional da Amazônia Legal, também voltou a defender política ambiental do governo Bolsonaro e disse que há interesses políticos nas discussões sobre o tema.

“Existe a questão política, o nosso é um governo de direita, a maioria das pessoas que têm realmente uma consciência ambiental maior são de esquerda, então há crítica política embutida nisso aí. E tem a questão econômica, sempre uma busca de uma barreira em relação à pujança do nosso agronegócio, querendo dizer que ele provém de de área desmatada da Amazônia, que não é uma realidade. E óbvio a questão ambiental embutida.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....