ACESSE

MP arquiva inquérito sobre repasse para posto de gasolina do presidente da Alesp

Telegram

O Ministério Público de São Paulo arquivou um inquérito que investigava o presidente da Alesp, Cauê Macris, do PSDB, pelo repasse de R$ 881 mil de campanhas eleitorais da família em 2018 para o posto de gasolina do qual é sócio, informa Fabio Leite na Crusoé.

O arquivamento foi publicado pelo procurador-geral de Justiça, Gianpaolo Smanio, no dia 21 de novembro, apenas com o número do inquérito engavetado e as iniciais do tucano “CM”. O procedimento investigativo foi aberto em abril, mais de 40 dias após o pedido de investigação feito pelo líder do PSL na Alesp, deputado Gil Diniz. Durante todo o período, ficou sob sigilo.

 

Leia:

MP arquiva inquérito sobre repasse para posto de gasolina do presidente da Alesp

Censurada e hackeada. Por que esta jovem revista incomoda tanto?

Comentários

  • Oswaldo -

    Contar com a justiça de SP para prender corruptos é perda de tempo. Tá tudo dominado.

  • Maria -

    MP de SP... em descompasso.

  • EDUARDO -

    A tucanada está aninhada em SP a várias décadas o "DEEP STATE" domina todas as esferas, são intocáveis (pelo menos, até o momento).

Ler 19 comentários