MP defende novas eleições em casos de candidaturas "laranjas" de mulheres

Telegram

Em casos de cassação de mandatos de vereadores, deputados distritais, estaduais e federais em função de candidaturas “laranjas” de mulheres, deve haver novas eleições. A tese é defendida pelo vice-procurador-geral Eleitoral, Humberto Jacques. Para ele, a realização de novo pleito em situações como essa deve valer também para cargos proporcionais, e não só em eleições majoritárias.

O representante do MP Eleitoral defendeu esse entendimento durante sessão do TSE na noite de ontem, informa Helena Mader na Crusoé.

Leia:

Basta de atritos com Bolsonaro. LEIA AQUI

MP defende novas eleições em casos de candidaturas laranjas de mulheres

Comentários

  • paulo -

    EM VEZ DE TRABALHAR, VAMOS SER OBRIGADOS A VOTAR TODOS OS ANOS! QUEM VAI BANCAR ISTO?

  • Marcelo -

    Só podia partir tal proposta de mais um cre/ti/no petralha do MP...

  • luiz -

    Eles falam em eleições como se elas fossem gratuitas, fiscalizem antes e punam depois se necessario.

Ler 3 comentários